INCLUDES_HEADER
Busca:
BANNER_TOP_960

Como fazer para limpar o nome e voltar a ter crédito


Um dos maiores problemas que a maioria dos Brasileiros tem enfrentado é a inadimplência com o nome sujo no SPC. As festas de fim de ano, a páscoa, e outras datas comemorativas são um prato cheio para que muitos consumidores se vejam mergulhados num mundo de prestações a longo prazo e milhares de contas a pagar.

clip_image002

E é justamente nesse momento que vem o perigo da inadimplência. Muitas vezes quando se gasta além da conta os problemas com as dívidas são inveitáveis e por causa da inadimplência causada pela falta de controle em adquirir bens de consumo o nome acaba ficando sujo em órgãos de proteção ao crédito como SPC, Serasa, CDL, etc.

Nossas dicas para limpar o nome sujo não vão resolver seus problemas mas te darão uma ajudinha para que você possa se organizar e assim poder se preparar de forma inteligente para quitar suas dívidas e assim limpar o seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.

Muitas pessoas que precisam limpar o nome sujo as vezes recorrem a métodos alternativos como o pagamento de taxas para limpar o nome e outras coisas do gênero, tudo isso é perca de tempo pois você só estará gastando o seu precioso dinheiro com pessoas mal intencionados que se utilizam da sua boa fé para poder ludbriá-lo com falsas promessas de limpar o nome sujo do SPC serasa.

Se você realmente quer limpar seu nome do serasa ou de algum outro órgão de proteção de crédito, o melhor a fazer é:

Organizar seus gastos – Compre apenas o necessário, evite gastos fúteis como comprar roupas constantemente, gastar com baladas todo os sábados e domingos, evitar comer besteiras e esses gastos evitáveis que fazemos toda vez que saímos a rua.

Renegociar suas dívidas – Se você possui muitas dívidas ativas em diversos estabelecimentos, o melhor a fazer é tentar uma renegociação da dívida ativa, muitas empresas facilitam as vezes na maioria dos casos costuma-se oferecer descontos e parcelamentos para a quitação da dívida do cliente de forma que o cliente tenha condições de pagar.

Em casos de dívidas com bancos, na maioria das vezes é melhor procurar pelo gerente do seu banco (veja aqui os bancos registrados na FenarBan) e tentar uma renegociação de sua dívida, muitos bancos fornecem algum tipo de facilidade ao renegociar suas dividas, o único banco que eu conheço que exige o pagamento integral dependendo da dívida que você adquiriu é o banco do Brasil. Mas nesses casos o melhor a fazer é juntar o dinheiro e pagar tudo de uma só vez para ficar livre do SPC e do SERASA.

Dívidas com financeiras e afins e empréstimos sem consulta – A pior coisa que tem é ficar na mão de financeiras ou de particulares inescrupulosos, os juros são altíssimos encarecendo ainda mais o valor de sua dívida junto a estes estabelecimentos, em casos como estes o melhor a fazer é esperar até que que a própria financeira entre em contato com o cliente oferecendo a melhor forma para poder quitar sua dívida ativa.

O próximo passo é conversar com a família e ver quais são os objetivos que desejam realizar, como liquidação de dívidas, independência financeira ou bens materiais, por exemplo. O terceiro degrau a ser percorrido é orçar aquilo que se deseja e o último passo é poupar o dinheiro que sobra do orçamento e decidir qual será o destino dele.

Outro item que deve ser observado na hora de um acordo para quitar uma dívida é a retirada do nome da instituição financeira. O cliente deve solicitar no contrato que o nome saia do Serasa ou do Serviço de Proteção ao Crédito, mesmo que a dívida seja parcelada.

CODIGO_ADSENSE_200x90

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

ANALYTICS_CODE